Bem-vindos à bordo!

Bem-vindos à bordo!
Amigos, estou planejando há algum tempo um blog sobre viagens, porque viajar é muito cool! Estou vivendo na terra do Panda Gigante e quero compartilhar com todos as experiências que eu tiver por aqui. Ao mesmo tempo quero deixar registrado algumas viagens que já fiz por este mundão e muitas outras que gostaria de fazer. Bem, apesar de estar pertinho, não sei se irei visitar o monte Everest, porque não gosto de altura e não gosto do frio! Mas também não tinha ideia de conhecer a China e agora estou vivendo aqui! Coisas da vida! Então, bora viajar e ser feliz!

Pesquisar este blog

domingo, 19 de outubro de 2014

As Eternas Fontes da Cidade Eterna

Quantas fontes existem em Roma? Dizem que há aproximadamente duas mil fontes. Mas quem sabe!?Talvez não exista cidade no mundo que possua mais fontes do que a Cidade Eterna. Fontana, Fontanella, Nasoni, enfim são tantas que é impossível contá-las. Eu particularmente acho linda a Fontana dei Quattro Fiume, localizada na Piazza Navona, praça onde se encontra a Embaixada do Brasil] M.C.M.
 
 
 
Fontana dei Quattro Fiumi - Piazza Navona

Passeando pela capital italiana, uma das curiosidades que salta aos olhos dos visitantes é o incrível número de fontes espalhadas pelos quatro cantos da Cidade Eterna. Algumas são monumentais e não passam despercebidas. Outras, mais discretas e pouco conhecidas, dificilmente integram o roteiro dos turistas apressados de passagem por Roma.


Fontana della Piazza Farnese


Fontana della Tartarughe
Não é de hoje que as fontes representam um elemento indispensável da arquitetura urbana romana. Durante séculos, os habitantes da cidade serviam-se da água proveniente do rio Tibre e daquela de alguns poços e nascentes, mas com o rápido crescimento demográfico registrado na cidade, foi necessário recorrer a outras técnicas para garantir o seu abastecimento hídrico.

Foi assim que, em 312 a.C, os romanos projetaram o seu primeiro aqueduto, denominado Acquedotto Appio, demonstrando uma inigualável habilidade na construção desse tipo de obra arquitetônica. Já no final do século I d.C, a cidade era abastecida por onze deles, que levavam diariamente, até a capital, nada menos que mil litros de água por habitante.


Acquedotto

Um dos monumentos mais famosos de Roma, a Fontana di Trevi, ainda hoje é abastecida por um daqueles condutores de água projetado há mais de vinte séculos, o chamado Acquedotto Vergine.

 
Na rota dos apaixonados
 
A Fontana de Trevi é um bom ponto de partida para explorar algumas das mais belas fontes da Cidade Eterna e descobrir curiosidades sobre elas. Não é raro que as fontes romanas sejam mistificadas por lendas, anedotas ou superstições, e aquela de Trevi não é uma exceção.


Fontana di Trevi

O ritual de jogar uma moedinha na fonte para garantir um retorno à Roma é planejado por quase todos os turistas, mas poucos sabem que ali ao lado, à direita da Fontana di Trevi, uma fonte menor mas não menos graciosa é palco de uma tradição muito mais antiga. Trata-se da Fontanella degli Innamorati, protagonista de um ritual romântico que garante fidelidade eterna aos casais que beberem juntos a sua água.


Fontana degli Innamorati
No passado, as noivas de namorados convocados para servir o exército ou afastar-se por um longo período, seguiam uma superstição bem precisa. Na noite antes de sua partida, a namorada acompanhava o amado até a fonte e abastecia um copo novo com a água da fonte. Assim que ele a bebia, a noiva quebrava-o para que o namorado não a esquecesse nunca mais.

 
Nos arredores do centro histórico
 
Siga pela Via del Corso e entre na Piazza Colonna, onde está localizado o Palazzo Chigi, sede da presidência do conselho dos ministros italianos. Ali você encontrará a fonte encomendada pelo Papa Gregorio XIII. Originariamente, a obra foi desenhada em homenagem a Marco Aurélio. No entanto, a sua proposta inicial não foi aceita, a fonte foi posicionada na parte inicial da praça e, mais tarde, alguns de seus elementos foram substituídos por um grupo de golfinhos esculpidos por Achille Stocchi.

Fontana nella Piazza Colonna
Continuando pela Via del Corso até a Via Lata,  no muro do Palazzo de Carolis, você encontrará uma das chamadas estátuas falantes de Roma: a pequena Fonte del Facchino, ou melhor, aquela que representa a clássica figura do entregador de água. No passado, a fonte permanecia em frente da igreja de San Marcello, sempre na via del Corso, mas em 1872 foi transferida para evitar que fosse tocada continuamente pelas carroças que circulavam pelo centro da cidade. Muitos atribuíram a sua autoria a Michelangelo, mas depois de uma perícia mais detalhada, apurou-se que a obra, no entanto, foi desenhada por Jacopo Del Conte entre 1587 e 1598.

Fonte del Facchino
Em frente à basíica de San Marco está localizada a Fontana della Pigna. O monumento foi construído em 1927. No passado, aquela região hospedava uma outra grande pinha que hoje encontra-se nos jardins do Vaticano. Também no Vaticano, na famosa Piazza San Pietro  há duas belíssimas fontes.
Fontana della Pigna

Fonte in destra na Piazza San Pietro

 No Corso Vittorio Emanuele II, na frente da Chiesa Nuova (Igreja Nova) você encontrará uma outra obra de arte; a chamada Fontana della Terrina. O seu autor é Giacomo della Porta e antes que fosse colocada em atual localização encontrava-se no Campo dei Fiori, no lugar onde hoje localiza-se a estátua do filósofo Giordano Bruno, morto por heresia em 1600. Exatamente ali, na praça que abriga diariamente a feira mais famosa da capital, o turista encontrará uma outra fonte, desta vez oval e de granito rosado, inaugurada em 1924. Em dias de sol, muitos turistas sentam-se por lá para apreciar as cores e sabores do mercado a céu aberto.

Fontana della Terrina localizada em frente da Chiesa Nuova


E a nova Fontana localizada no Campo dei Fiori



Panteon de Agripa
Há inúmeras outras fontes, muitas bem conhecidas como  a fonte em frente ao Panteon, e a  Fontana della Barcaccia em frente a Piazza di Spagna


Fontana della Barcaccia


 
e em frente a Piazza del Popolo



Os Nasoni são fontes pequenas espalhadas pela cidade que servem água potável gratuita para a população romana.

Um típico nasoni

 Roma com as suas fontes é um daqueles lugares que devemos ir De Mala e Cuia!!!


Fonte principal: Anelise Sanchez
Colaboração para o UOL, de Roma


Imagens: internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário