Bem-vindos à bordo!

Bem-vindos à bordo!
Amigos, estou planejando há algum tempo um blog sobre viagens, porque viajar é muito cool! Estou vivendo na terra do Panda Gigante e quero compartilhar com todos as experiências que eu tiver por aqui. Ao mesmo tempo quero deixar registrado algumas viagens que já fiz por este mundão e muitas outras que gostaria de fazer. Bem, apesar de estar pertinho, não sei se irei visitar o monte Everest, porque não gosto de altura e não gosto do frio! Mas também não tinha ideia de conhecer a China e agora estou vivendo aqui! Coisas da vida! Então, bora viajar e ser feliz!

Pesquisar este blog

terça-feira, 21 de outubro de 2014

A Bella Toscana

TOSCANA, O BERÇO DO RENASCIMENTO

Collage Firenze.jpg
No livro de Frances May "Sob o Sol da Toscana" podemos imaginar e sentir através dos seus relatos, um pouco da vida na Toscana. A região da Toscana, ao norte da Itália está repleta de história, arte, sabores, que cativa  até o mais exigente viajante. Eu amo arte, e amo viajar, e não há lugar melhor para mim que represente isso que a cidade de Florença, um verdadeiro museu ao ar livre, com obras magníficas como o Davi de Michelangelo e igrejas monumentais como a Basílica de Santa Maria del Fiore. (M.C.M


 A época de ouro da Toscana dá os primeiros passos nos séc. XII e XIII, quando a cidade de Florença (Firenze) inicia uma era de prosperidade, mas foi sobretudo nos séc. XV e XVI e, particularmente, durante o consulado dos Médicis, que a terra toscana se tornou palco de um dos períodos mais luminosos e inventivos períodos da história da humanidade. Foi um tempo de descobertas - de redescoberta do passado, de viagens e exploração de novos territórios, de averiguação e reconhecimento das leis da natureza - e, sobretudo, de exaltação da centralidade do humano na cultura e no mundo, corporizada na atitude renascentista de recuperação da liberdade de pensamento e do individualismo que os tempos medievais quase haviam eclipsado. A Toscana dá nesse tempo ao mundo o mais original grupo de gênios, entre eles Michelangelo , Leonardo da Vinci, Galileu Galilei.


A Galeria degli Uffizi

O duque Cósimo I de Médici encomendou ao famoso arquitecto Vasari, em 1560, uma edificação para reunir em um só local os treze principais magistrados (chamados ‘’uffizi’’) então espalhados por diversos locais de Florença, onde poderia controlá-los diretamente, transformando o velho Palácio ‘’della Signoria’’ numa nova sede do governo, de acordo com o status de potência que a cidade alcançou após a conquista de Siena.
Vasari projetou um prédio em forma de U. Algum tempo depois, Cósimo decide unir o Palácio ‘’Vecchio’’ ao Palácio ‘’Pitti’’, nova residência da família Médici por um caminho particular e elevado, também executado por Vasari, o chamado ‘’Corredor de Vasari’’, que usava a galeria, a Ponte ‘’Vecchio’’sobre o Arno e uma passarela coberta sobre a rua.


Os principais nomes do Renascentismo e suas obras:

-Giotto di Bondone (1266-1337) - pintor e arquiteto italiano. Um dos precursores do Renascimento. Obras principais: O Beijo de Judas, A Lamentação e Julgamento Final.

-Michelangelo Buonarroti (1475-1564)- destacou-se em arquitetura, pintura e
escultura.Obras principais: Davi, Pietá, Moisés, pinturas da Capela Sistina (Juízo Final é a mais conhecida).

-Rafael Sanzio (1483-1520) - pintou várias madonas (representações da Virgem Maria com o menino Jesus).

-Leonardo da Vinci (1452-1519)- pintor, escultor, cientista, engenheiro, físico, escritor, etc. Obras principais: Mona Lisa, Última Ceia.

-
Sandro Botticelli - (1445-1510)- pintor italiano, abordou temas mitológicos e religiosos. Obras principais: O nascimento de Vênus e Primavera.

-Tintoretto - (1518-1594) - importante pintor veneziano da fase final do Renascimento. Obras principais: Paraíso e Última Ceia.

-Veronese - (1528-1588) - nascido em Verona, foi um importante pintor maneirista do Renascimento Italiano. Obras principais: A batalha de Lepanto e São Jerônimo no Deserto.

Na área científica podemos mencionar a importância dos estudos de astronomia do polonês Nicolau Copérnico. Este defendeu a revolucionária idéia do heliocentrismo (teoria que defendia que o Sol estava no centro do sistema solar). Copérnico também estudou os movimentos das estrelas.

Galileu Galilei: desenvolveu instrumentos ópticos, além de construir telescópios para aprimorar o estudo celeste. Este cientista também defendeu a idéia de que a Terra girava em torno do Sol. Este motivo fez com que Galilei fosse perseguido, preso e condenado pela Inquisiçã da Igreja Católica, que considerava esta idéia como sendo uma heresia. Galileu teve que desmentir suas idéias para fugir da fogueira.


Em 1737, a dinastia dos Médici terminou, mas Anna Maria de Médici, última representante da família, garantiu que as obras passariam a pertencer à cidade de Florença. 
A ‘’Galleria degli Uffizi’’ é dividida em salas ou ambientes, cerca de cinqüenta, nomeadas geralmente pelo artista mais importante exposto. Há salas dedicadas aos maiores artistas do Renascimento, como Leonardo da Vinci e Rafael, salas com arte clássica da Roma antiga, uma grande coleção de quadros de Botticelli com suas incomparáveis ‘’Primavera’’ e ‘’O Nascimento de Venus’’ e obras dos maiores artistas do mundo como Michelangelo, Tiziano, Durer ou Rubens. Cada uma delas vale a visita, e a ‘’Galleria degli Uffizi’’com cerca de 1200 obras, é  hoje em dia uma das maiores atrações turísticas de Florença e um dos mais importantes museus do mundo.

Acesse o site e faça uma visita on-line ao museu.

http://www.uffizi.firenze.it/

Veja também:

-Fisioterapia com Você: Turquia: a Jóia dos quatro Mares

Nenhum comentário:

Postar um comentário