Bem-vindos à bordo!

Bem-vindos à bordo!
Amigos, estou planejando há algum tempo um blog sobre viagens, porque viajar é muito cool! Estou vivendo na terra do Panda Gigante e quero compartilhar com todos as experiências que eu tiver por aqui. Ao mesmo tempo quero deixar registrado algumas viagens que já fiz por este mundão e muitas outras que gostaria de fazer. Bem, apesar de estar pertinho, não sei se irei visitar o monte Everest, porque não gosto de altura e não gosto do frio! Mas também não tinha ideia de conhecer a China e agora estou vivendo aqui! Coisas da vida! Então, bora viajar e ser feliz!

Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de maio de 2016

Cidades Perdidas do Mundo

As civilizações antigas e suas cidades perdidas causam fascínio e despertam interesse em muitos viajantes mundo afora.
 
São verdadeiros testemunhos e revelam em parte a história e hábitos de vida de civilizações antigas. Estas cidades perdidas exibem uma atmosfera única e enriquecem qualquer roteiro de viagem.
 
Resultado de imagem para Akrotiri,

Akrotiri, Santorini, Grécia.

Famosas por suas belezas cênicas, as ilhas gregas são um convite ao ócio e à "dolce vita". Mas Santorini, justamente a mais badalada delas, guarda também o sítio arqueológico Akrotiri, onde estão as ruínas do antigo Monastério de Katholiko. Escavações revelaram edificações da Idade do Bronze, algumas das mais importantes descobertas arqueológicas do Mediterrâneo. Mas em algum momento o local teve de ser abandonado em função de terremotos e erupções vulcânicas. Sim, num processo similar ao que aconteceu na italiana Pompeia, Akrotiri também foi coberta pela lava e teve suas construções preservadas.


Cartago, Tunísia



Cartago foi fundada no século 9º a.C. pelos fenícios, destruída e reinventada por romanos e, posteriormente, caiu nas mãos dos árabes. Originalmente, a cidade controlou o comércio no Mediterrâneo, transformando-se numa potência econômica à época. As ruínas daquele que foi um dos centros urbanos mais importantes da humanidade resistem perto de Túnis, capital da Tunísia, e podem ser visitadas pelos


Troia, Turquia



A lendária Troia remete à guerra entre gregos e troianos, epopeia descrita nos poemas de Homero. Suas ruínas foram encontradas em 1871, feito tributado ao alemão Heinrich Schliemann. Hoje o sítio arqueológico, situado próximo a Çanakkale e ao Estreito de Dardanelos, na Turquia, está aberto à visitação. Além de muros e colunas, há um anfiteatro romano no local, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1998.


 
 
Timgad na Argélia
 
 

É a cidade perdida arquetípica das histórias de aventura. No passado uma cidade vibrante, fundada no deserto por ordem do imperador Trajano, sobreviveu às revoltas do império e cresceu a uma cidade de comércio de grande porte.
No século 5, renasceu como um centro da vida cristã. No século 7, vândalos levaram ao completo abandono da cidade. Nisso, as areias do Saara cobriram o local e o preservaram até sua redescoberta, em 1881. Agora, as ruínas da cidade dão um insight brilhante sobre cidades romanas das províncias africanas. As ruas seguem um design perfeito, como seria de esperar de uma cidade construída sob encomenda. Hoje, pode-se ver o arco de Trajano, os locais de banhos e o templo de Júpiter. O templo é tão grande quanto o panteão em Roma, mostrando a importância da cidade. No fórum, lê-se a inscrição: “Para caçar, tomar banho, jogar e rir. Esta é a vida!”.
 
 
Machu Picchu Peru
 
Nenhuma lista de cidades perdidas está completa sem Machu Picchu. Esta cidade inca fica em um pico nos Andes. Foi apenas habitada por um curto período de tempo, de 1450 a 1572 d.C., antes de ser abandonada como resultado da conquista espanhola da América do Sul.
Como os espanhóis nunca encontraram a cidade, e moradores não revelaram a sua localização, Machu Picchu só chamou a atenção do Ocidente no início do século 20. Ainda há debate sobre a “função” de Machu Picchu: seria um retiro real, um santuário religioso?
Hoje, é fácil chegar até lá, com ônibus e trens regulares. Isto levou a preocupações sobre a sustentabilidade de um grande número de visitantes, no entanto, dadas as vistas maravilhosas e as ruínas esplêndidas, não dá pra deixar de ir até a região.
 
 
 Petra – Jordânia
 
 
 
O nome Petra vem do grego e significa rocha. Pois quando os primeiros nativos chegaram lá, viram muitas pedras e rochas e, então surgiu a ideia de colocar o nome Petra e traduzido basicamente A cidade das rochas. Ela é famosa principalmente pelos seus monumentos escavados na rocha, que apresentam fachadas de tipo helenístico. Peritos no domínio da hidráulica, os Nabateus dotaram a cidade de um enorme sistema de túneis e de câmaras de água. Um teatro, construído à imagem dos modelos greco-romanos, dispunha de capacidade para 4000 espectadores. Um terremoto destruiu quase metade da cidade, contudo a cidade não morreu: após este acontecimento muitos dos edifícios "antigos" foram derrubados e reutilizados para a construção de novos, em particular igrejas e edifícios públicos. (Wikipedia)
 
 
Pompéia e Herculano – Itália



Ao meio-dia de 24 de agosto de 79 d. C, a prosperidade das duas cidades chegou ao fim quando o Monte Vesúvio explodiu, expelindo uma nuvem com formado de cogumelo de 10 quilômetros de cinzas e pedra-pomes para a estratosfera. Ao longo das 12 horas que se passaram, cinzas vulcânicas e uma chuva de pedras-pomes caíram sobre Pompeia, obrigando seus moradores a fugirem aterrorizados. Cerca de 2 mil pessoas ficaram em Pompeia, escondidas em porões ou estruturas de pedra, esperando pelo fim da erupção. Os restos de 2 mil homens, mulheres e crianças foram encontrados em Pompeia. Além dos corpos, congelados no tempo, ali estavam objetos comuns que ajudaram a contar a história da vida cotidiana na cidade. Até 1982 ainda eram encontrados restos humanos em Herculano. (history)


El Tigre - Guatemala

Imagem relacionada

Este templo fica localizado ao norte do departamento de El Petén, próxima à fronteira com o México. Faz parte do extenso assentamento chamado "El Mirador", um sítio arqueológico que engloba um fantástico complexo de pirâmides e habitações da Era Pré-Clássica Maia.
  
Resultado de imagem para El Caracol- Belize


El Caracol- Belize

 
Sítio arqueológico pré-colombiano, situado no planalto Vaca, 500m acima do nível do mar, foi um dos mais importantes centros políticos da Civilização Maia. Em sua época gloriosa, chegou a área total de 200 quilômetros quadrados, bem maior que a Cidade de Belize, a capital.

Resultado de imagem para Persépolis, Irã

Persépolis, Irã

Foi fundada por Dário I, em 518 a.C era a antiga capital do Império Aquemênida. Está localizada a nordeste da cidade de Shiraz, foi destruída pelo exército de Alexandre, o Grande, tendo suas ruinas sido escavadas em 1930. Está hoje, nos principais roteiros turísticos do país.

 
hypescience
viajeaqui

elfandarilha

Nenhum comentário:

Postar um comentário